Coragem

"O mundo está nas mãos daqueles que tem coragem de SONHAR, correr o risco de viver seus sonhos.
Coragem é não buscar desculpas para ser feliz!"

Charles Chaplin

Sejam Bem vindos ao blog Horas Interiores!
Agradeço sua presença aqui e aguardo seu comentário.

Paz e Bem,

Rodolfo Andrade

segunda-feira, 27 de agosto de 2012

Dicotomias quânticas



O importante é a família
independente do tipo
João Maria ou Maria João
onde existe amor e vida
o todo contempla
em João Maria ou Maria João.

Sorte de poucos que buscam amar
o mundo não ama massacra, exclui...
João Maria ou Maria João
no olhar horizontal a diferença difere
no vertical o uno é real.

João Maria ou Maria João
o fim bem próximo.

Tudo é um todo
é João Maria
Maria João
João 
Maria só.

Minha linha temporal



Marcando
deitado
de pé
caminhando
correndo
passando

Contando
dia
noite
tarde
manhã
crepúsculo

Marcando
vida que sofre
saudade
maldade
verdade
puberdade

Cantando
no parto a partida
na vida caminhos
alegres vividos
sentidos “calientes”
amadureço ele continua.

Pensante



Mente aberta em busca de sentimento
que brota da união de quem vive o amor
latente lascivo qual chama que arde
vento que sopra e machuca sem doer.

Do broche brocado surge somente
a marca na pele sensual sem por que
outrora medusa iludindo viaja
petrificando sentimentos de puro por vir.

Tens gosto amargo da dor injusta
o puro não teme caminha sem medo
perdido vai sem demora 
o outro arrependendo-se das dores.

Os olhos vermelhos lamentam por que?
Se viver é a sina de todo vivente
que chora, que ri

e não teme a morte.  

Sacrilégio



Pudor
pavor
horror
violência.

Querência
clemência
perdida
sentida.

Vivida
sofrida
ilusão
felicidade.

Sofrer
razão
podre
pobre.

Na vida
vale
viver
feliz.

Ferreira Gullar



Zé nasceu no ano trinta
em plena revolução
Nilton, Alzira os pais
na cidade Maranhão.

Apaixonado se foi
a vizinha cortejar
no livros se debruçou
para ler e namorar.

Foi de tudo nesta vida
locutor e roteirista
buscando parte perdida.

Foi preso e exilado
indicado ao Nobel
Gullar esta eternizado.

Caminho



Tortuoso sempre seguido
contemplado a valer
sereno, desmedido
sem razão para esquecer.

Em vastos deleites
é puro,
é ferida,
é seguro.

Longo referencial
de sonhos, passado
utopia
de ser só um sonho.

Marcado em pergaminho
é eterno
sentido uno do ser
o caminhante caminho.

Êxestase





Centro do corpo 
ferida exposta
sentindo o gosto
do néctar do seu prazer.

Pedrão



Olha aqui galera animada
é real a minha hitória
com Pedrão só de longe.
Quando tinha tenra idade
sem saber que ele,
de criança não gostava,
inocente eu subi
e bati na sua careca
me virei pois me chamava mamãe,
bem alto eu desci,
de cambalhota seis pontos na cabeça
e incontáveis castigos
a mão eu não senti
mas pé no bumbum dói viu...

Despertar



Vista sem fim
da beleza de hoje
horizonte perdido
no fundo do paraíso

que belo se fez lindo
buscando o gosto
do sorriso exposto
no céu azul

somente em mente
se busca o belo
composto,
sentido

em glória,
vitória
Afrodite 
aflora.

Roda viva



Gira mundo,
gira vizão,
gira sonho
marca a vida.

Mensagem exposta
em glória sentida
é força verdade
sem que nem porque,

em busca caminha
e passa ao lado
não teme a saudade
circula sem sentido

veloz mal vivida
é parte do mundo
vista de fora
sentida aqui.

Quando penso em você.



Quando penso em você
fico deslumbrado pois:
seu olhar me fascina,
seu ar me confunde,
seu corpo é que me anima
e seu jeito eu quero.

Sua pele é bronzeada,
sua fala é macia,
sua boca é pequena,
sua carne é molhada.

E quando o pensamento se vai
junto com o entardecer
meu ego me trai,
não consigo te esquecer.

O sol se vai no horizonte
e começo a pensar:
em nossas bocas unidas,
em seu cabelo macio,
em seu jeito de menina
e seu corpo de mulher.

A madrugada vai chegar
e com ela a solidão
pois ainda lembro:
de nossas mãos unidas,
de nosso ar indeciso
por que ainda
penso em você.

Desistir pra que?



Sonhei que estava alegre,
sonhei que estava feliz,
sonhei ser muito valente
acordei estava por um triz.

Acordei no meio do poço
sem esperanças de voltar
quando tudo parecia perdido
alguém a me ajudar.

Chamou minha atenção
estava vindo pra cá
eu indo ao fundo
dei valor a vida.

Vi que não vale a pena,
desistir, se afundar,
sem antes tentar viver
de forma te vejam.

Não vale apena
fazer o outro sofrer
sem te conhecer
ver o seu valor.

Reunião de amigos



Hoje é o dia de festa
caldos em estilo mostrando a realeza
centrados expoentes...
buscando até Freud.

Se viaja 
ao mundo do samba...
o social...
se vai bem mais além.

Muito bom sentir a vida pulsando...
corações vibrando...
alegria reinando...
o mundo lá fora aparte do nosso real.

Mais a viagem não é sonho
segurem seus passos meninos
não é dia de circo

senão acabam na mão do palhaço

Acróstico



                          

                                  Carismática e calada
                                  Amiga de sempre
                                  Tua luta sem fim
                                  A cultura revela.
                                               
                                                  Relembro das tardes da infância,
                                  Impagáveis, procurando rimas
                                  Nós simples meninos, buscando
                                  A essência da vida.

                                                  Mulher forte e decidida
                                  Agora aqui estamos
                                  Unidos novamente
                                              Levando a poesia ao mundo.




domingo, 19 de agosto de 2012

Seu jeito



O dia se passa calmo
tudo alegremente sol ao alto,
montanhas ao longe,
mar calmo enfim tudo bem.

Derrepente você aparece
com seu jeito selvagem de ser
que tudo muda
e faz enlouquecer.

Com seu jeito envolvente,
com seu carisma expontâneo,
de sorriso ameaçador,
de olhar forte e penetrante.

No começo tudo parece fácil
mais com o tempo se vê que não é assim
o dia que era alegre
agora é estranho.

Como felina chegou
de forma triunfal
imponente
só você.

Vazio



Hoje o dia amanheceu diferente
o sol brilhou nublado
no azul do céu ofuscado
fazendo meu dia triste

Mesmo sem forças eu luto
buscando o que nunca foi encontrado
tentando achar o inexistente
abrindo cicatrizes do passado

Incompreendido
moralista
contraditório
egoísta.

As lembranças elevam o dia
contudo a marca é marcada
de velhos passos passados
que se foram trazendo o nada.

Passar de quê para que
se sonhar é sem razão
vivo, vivendo a vida
que sempre se faz ilusão

Comum é viver a rotina
que se passa dia a dia
sempre se busca encontrar
o elo que achei que existia.

Noturno da Alma



Nas curvas da vida sonhos lindos
e nos seus clamores sons inelegíveis
sintonizam num bailar perfeito e suave
que são lidos de uma forma, sem retoques

Os devaneios indicam que vai longe
a viagem sem medo onde a liberdade é o dom
canções que indicam a fragilidade do momento
em que o cristal pode se quebrar

Sentimentos:
verdade, mentira são lamentos
assim tem que ser para que se viva
cada verso um caminho imerso
onde tudo é colocado às claras

Ser mais



Não fujo do desejo
procuro sacia-lo
cada frase cada beijo
encontra o seu lugar

como pode um simples por vir
adiar a erosão
se é que tem que cair
nada impedirá a combustão

pois sempre a vontade vai surgir
com o desejo de sonhar
o gosto amargo na boca de hoje
amanhã será star

o beijo não dado passou
como a manhã que hoje veio
mordida que foi sentida
marcou virou esteio