Coragem

"O mundo está nas mãos daqueles que tem coragem de SONHAR, correr o risco de viver seus sonhos.
Coragem é não buscar desculpas para ser feliz!"

Charles Chaplin

Sejam Bem vindos ao blog Horas Interiores!
Agradeço sua presença aqui e aguardo seu comentário.

Paz e Bem,

Rodolfo Andrade

quinta-feira, 20 de fevereiro de 2014

Pânico


O dia grita: Silêncio
esconde sem se ocultar
a mente porém tem receio
de não mais poder sonhar.

Viagem que é sem volta
com destino ignorado
nunca leva escolta
só o coração desarmado.

Só a nobre morte é dor?
Que é isto?
É pura grande sorte

de não mais ser visto. 

Sempre sarau


Sons distorcidos
se fazem sinfonia
em formas diversas
duplicam a magia.

Sorte Drummond
“José” virou “RAP”
“Deep Purple” tem medo
do grito valente

Com a força inocente
tudo é fantasia
sensualidade gostosa
em forma de poesia.

Teve de tudo
organização sem igual
CEMB parabéns

lindo sarau.

Criança criada


Às vezes chora calada
com medo da vida
mas impõe-se séria
amando viver.

Às vezes cai, se rala
inexperiente no passo mal dado
não faz nenhum alarde
a força oculta tem que existir.

Às vezes brinca de vida
seriedade é muito chato
se lasca qual “LEGO”
desmonta em pedaços.

Às vezes quando a dor é forte
ameaça, tenta desabar,
implacável a vida repreende
diz que é manha de criança.

Às vezes num piscar de olhos
o tempo passou, tudo se foi
porém...
nunca deixou de ser criança.


Nebulosidade da tarde


Tarde calada
que busca o sabor
no frio marcante
qual faca cortante.

Espero poder
sentir seu lamento
que ecoa bem fundo
no caminho do vento.

Te sinto qual brisa
na pele indefesa
que sofre em silêncio
ao sentir sua beleza.

Paisagem cinza
nobre e linda
que fria se faz forte

e reluta com a morte.

Vida


É vida na vida
sofrida contente
perpassa calada
vida atrás e na frente

não teme o hoje
com real saber
busca sentido,
o ideal é vencer

com frio de gosto
que marca o destino
e sabor de menino
que brinca de vida

que chora e ri
que canta e dança
no simples sorriso

inicia a festa.

Passar pela sombra


Passar pela
sombra da morte
começa tudo,
textura leve,
gostosa pele,
cabeça dura em saber
porque meu mundo caiu.

Vida
nociva
mente
estreita
massacra.

Gente
cair
sentido
normal,
levantar
poucos

conseguem...

Vem sem porque


Manhã fria
parte da vida
cheiro de terra
silêncio...

Pedaço guardado
é força de tudo
que ora calado
permite silêncio.

Barulhos da estrada
sons sem porque,
tudo é nada
revira silêncio...

Marcas de dias
sentidos na pele
que hoje são gotas
em meio ao oceano.

O mundo contesta
permite a magia,
é sorriso é festa,

é pura poesia. 

quarta-feira, 12 de fevereiro de 2014

Autoflagelo


No belo monte de Vênus
onde é bem mas voraz
lá, onde a dor é bem menos
e a vida logo se faz

Adentro a sua casa
onde o desejo é concreto
se preciso for que seja
um carma, a minha dor

Hoje eu tenho muito temor
tenho medo de um tudo
mas eu quero ser só seu
sentir-me só em você

Eu não quero causar dor
quero te dar só prazer,
mesmo se preciso for
um dia te esquecer

Seguir seu voraz destino
buscando toda a beleza
é bem incerto e divino


é quase uma incerteza.