Coragem

"O mundo está nas mãos daqueles que tem coragem de SONHAR, correr o risco de viver seus sonhos.
Coragem é não buscar desculpas para ser feliz!"

Charles Chaplin

Sejam Bem vindos ao blog Horas Interiores!
Agradeço sua presença aqui e aguardo seu comentário.

Paz e Bem,

Rodolfo Andrade

segunda-feira, 30 de abril de 2012

È você


Sua forma de mulher fascina,
seu jeito de menina conquista
tem o dom da beleza pura
que faz o mundo girar

Sua macia voz tem
o doce do desejo,
o néctar exalado por deuses
afrodisíaco natural.

Como a singeleza do rio
seu gesto marca
e humildemente segue
a encontro do amor.

A sua busca de ser só você
caminha de encontro a minha verdade
que longe se faz presente
querendo um dia te achar.

Doce menina-mulher
Vênus e Afrodite
teu querer é puro e claro
você é imagem de perfeição.

Sofisma de um dia de sol...


Sol quente, corpo fechado
sombras da vida em perfeita harmonia
na mente o doce sem restrições
do querer sem covardia.

A busca é sem fim, compassada
pessoas vem e vão buscando seu rumo,
buscando seu destino
escondido logo ali.

Cortina fechada buscando esconder
o sabor do desejo
que já tem sua vitória
resguardada ali, entre lençóis.

O gosto de sabor indefinido
tem aroma de deusa do prazer,
a pele macia faz viajar
e chegar a lugar nenhum.

De repente o real chegou
o sonho passou como um raio
já é tarde
e eu acordei...

Voa, voa assim...



No decorrer do grito guardado
caminho assim de pé quebrado
esperando a resposta  em mim contida
para partir na fervorosa viagem

Sem vento tenta
com ele parece ter medo
embola a rabiola
não sabe se vai ou se fica

Buscando a beleza do céu voa
em um repente de improviso
da de lado a manobra fica perfeita
buscando o certo sentido

Uall...
Debicou que sensacional...
vira que vira com destino,
mas sem direção

Sem aviso não sabia
que o debico não teria fim
partiu na beleza do abismo
e um desavisado cortou na mão...

Viagem de anos


Ao despertar a beleza do dia
o sonho se faz presente,
com gosto do sal da terra
e aroma acre doce indefinido.

A música que embala o dia
tem notas em perfeita sintonia
que caminha sem nostalgia
e tudo que acontece é só alegria

Gostos e sabores exóticos
sensações todas a valer
o olhar com brilho indefinido
e sorriso de quem quer vencer

Deus se faz presente na penumbra
mostrando que a vida não tem preço,
““... que tudo vale a pena
...quando a vida não é pequena.”.

Uma calmaria suave
que sucede ao descanso agitado
despertando o dia sem som
mostrando o grito guardado

Tristeza?
Não.
É sem valor.

Arrependimento?
Totalmente sem razão.
Porém a saudade no peito
não é sofisma é pura lembrança.

Solidão por quê?


Hoje o medo,
bate a minha porta um medo diferente
de sonhar um futuro pra ontem
e acordar na solidão real

Busco a fórmula do bem viver
em gotas de auto afirmação
sempre tento sem conseguir
esquecer que não quero estar só

No dia que sempre vem,
em você que demora chegar
procuro bem no fundo
no gosto salgado do mar

Queria você sem demora
a me acariciar o peito
beijando minha boca
sonhando tudo q tenho direito.

quarta-feira, 25 de abril de 2012

Loucuras em viagem insólita


Anseio em me sucumbir, afundo...
Estou pregado ao chão, viajo...
O sonho insustentável se apodera de mim.
Mas mesmo assim, finco...
raízes profundas  me sustentam...

Será?

A glória, agora
è profana, insana...,
perfeita harmonia de ter o que?
Sentidos perfeitos, gotas de sonho...

Loucura...?

Utopia, magia, sei lá...
A terra e o ar
a certeza e o voar...

Qual o porquê?
Sei lá, nem quero entender....

Interrogações da madrugada


Sorriso branco e pele macia
despontam em seu rosto
na vida de sonhos
marcas...

Olhar indefinido
que na busca do elo perdido
teme obstáculos
que lhe impedem a vida...

No decorrer da ida
a parte perdida,
que hoje é sofrida
não tem um por que.

Com gosto agridoce 
com cheiro inodoro 
buscando um por que
para definir o agora.

segunda-feira, 23 de abril de 2012

Flores belas


Como flor em meio a Setembro
surge do nada deslumbrante
sua presença é sem igual
com cheiro de quero mais

Dos jardins a mais linda
sua cor tem brilho forte
sobressai entre todas
embelezando os campos

Não diz que vai chegar
de mancinho se aconchega
se acomoda ao coração
na esperança maior da vida

Não teme o que passou
no hoje tem segurança
o amanhã, pena, o amanhã
é a carta marcada do jogo

A sorte é ingrata e insensível
pois também chega sem hora
e quando se nota
termina o que nem começou.

Mulher da foto


Lábios de princesa
com cheiro do amor
busca o agora
perdido na dor

Macia sua pele
tem o dom de iludir
gosto forte é o seu
de prazer sem fronteiras

Sua face enlouquece
com sorriso marcante
sentir você
é mais que gostoso

Viajo na foto
com coração errante
andando de copo em copo
sinto você mais perto

Busco não sei o que
para chegar não sei onde
te quero eu sei pra que
pois já é parte de mim.

Encontro


Busco seu elo perdido,
vislumbro a beleza proibida
guardada entre lençóis
que escondida se faz presente.

Quando o seu gosto se faz marcado
o desespero é real
medos se fazem latentes
marcando o aqui agora.

Sempre a espreita vou eu
buscando o que não esta perdido
atirando pra todo lado
e vendo o que preferia ficar escondido.

Sem marcas e sem direção
seu tudo não é constante
sua voz hora doce
se desespera num grito frenético.

Mefistófeles escondido


Buscando seu elo perdido
vislumbrei a beleza proibida
guardada entre lençóis
que escondida se fez presente

Quando o seu gosto se fez marcado
o desespero surgiu,
medos se fizeram reais
marcando o aqui agora

Sempre a espreita vou eu
buscando o que não esta perdido
atirando pra todo lado
e vendo o que preferia ficar escondido.

sexta-feira, 20 de abril de 2012

Sentimento de ocasião...


A solidão é marcada,
na vida guardada
oculta em sorrisos e situações,
como um cometa ela vai
de tempos em tempos ela vem,
sem explicação surge para marcar
o agora que também não tem um porque.

Sentimentos ocultos,
sentidos em revolta...
com o gosto amargo
e cheiro de quero mais na mente,
mente que nos obriga a ser maduros,
e pensantes sem razão...
Por imposição de quem?

Da hipocrisia?
Da escolha?
Sei lá tudo pode...
Até...
A tristeza ser alegria...
O doce ser amargo
e noite ser dia...

Bestão que admira


Na sensualidade dos raios e olhares
sinto longe o sabor que de ti exala
ofegantes brilham em você
o desejo contido da sua presença

nos momentos de intimidade
que no ápice delira
sentindo o suor de seu corpo
buscandon somente você

Eu além de gostar de gosto
sou idiota que busca nas palavras
saciar este desejo
contido no gosto da imagem.

Pelo contado interligado ao olfato
vou ao horizonte buscando teu colo
que separam a visão da razão
marcando o gosto do prazer.

Princesa oculta


Olhos refletem o sol
buscando omitir a verdade,
guardada no meio da vida
em fragmentos de pura saudade.

Princesa de sonhos proibidos
que contrapõe a vida de hoje
marcados, jogados ao vento
foram podados sem florescer.

No jogo da vida é maga
resolve querendo viver,
na realidade no dia a dia
procura o que quer esquecer.

Devaneios são as peças do jogo,
que agora se faz presente,
no latente do seu olhar
a vontade oculta é contente

Sem rodeios eu vejo você
na mente a maciês de sua pele
exalando o prazer reprimido
qual gotas de orvalho na noite.

É assim a sua forma real
que enobrece você por inteiro
és pepita de ouro escondida
procurando seu garimpeiro.

quinta-feira, 19 de abril de 2012

Mulher de fazes


Frases jogadas ao vento
ditas ao bel prazer
são marcas que vivem no tempo
que buscam somente te ter.

Correm em busca de vida
marcadas, sentidas, sofridas
qual Mefistófeles em noite de gala
buscam seduzir sem regredir.

O lamento que ontem era real
hoje é lembrança esquecida
a lagrima que ontem brilhava
hoje já esta contida na vida.

Em devaneios seu sorriso
vai em paz com direção
certeiro não teme o branco
vidente busca o amor.

Princesa és da beleza
caminho certo buscando seu rumo
não teme a vida (AGORA)
mas busca o certo viver.

Descrevendo você


Semblante alegre de mulher amante
que busca o bom da vida
não teme sofrer por amor
pois a vida tem suas belezas

Contudo seu olhar denuncia
com a beleza da flor
apesar do semblante alegre
ja sofreu muito por amor

Tens o jeito de menina
mais o gosto de mulher ardente
que a todos contagia
sem mostrar o quanto é carente

A forma perfeita você possui
escondida em você inteira
marcando presença no dia
enaltecida em seus olhos

Linda, perfeita, sem mácula
busco te ver qualquer dia
sentir seu beijo de mulher amante
saborear seu corpo de fêmea.

O que faço


O que faço quando olho e não te vejo
porque você não me olha
o que faço quando a noite estou só,
só como agora e quero te ver
mais eu não tenho como
e você nem por que...

O que faço quando o tudo é um nada
e a vontade é só te ter,
o que faço nas noites caladas
que meu ego está indeciso na
ânsia de uma solução
buscando um som sem som...

O que faço quando tudo
o que tenho,
que ouço,
que tento
me lembra você...

É um caminho cheio de obstáculos
que eu mesmo criei
e agora intransponíveis
o que faço quando tudo
Que quero é ter você
mas não posso;

o que faço...

segunda-feira, 16 de abril de 2012

O Vencedor



Como peça fundamental do ser
indiscreto marcando presença
na vida com brilho que deslumbra
...
conciente é tudo que interessa.

Ao sol é marca de registro
que não teme a vida de hoje
marcado marcante é você
loucura em gotas de homeopáticas.

Do nada é notado sem razão
ou pela simples razão de estar.
Centrado, diferente, colossal
hoje você é vencedor.

Como peça diferente causa,
diminuto sem ser insignificante
entre muitos é tudo
entre tudo renegado.

Seu começo foi...
depois intransigência adolescente
com o tempo foi se tornando
a marca sem temor.

Hoje é real tem força em tudo
forma de carinho indecente
és certo, errado, o vencedor
és brinco que se tornou o diferente.

Linda


No ar o seu perfume
como cheiro que vem da natureza
procuro-te sem encontrar
tudo reflete sua beleza...
 

Seus cabelos ao caírem em suas costas
lembram-me a cachoeira tão linda
com isto fico pensando
que minha procura não se finda

Te procuro por aí
no dia, na noite, na chuva que cai
acho que quando te encontrar
será só pra te dizer: Já vai?

Comecei muito tarde
a te procurar querida
espero não demorar mais
para te encontrar amiga

Meu tempo agora é menor
não quero demorar
qualquer dia talvez amanhã
espero te encontrar

Angústia


A pura vontade de te ver
não teme jamais a saudade
porém diminui espaços alegres
jogando, sem medo, com a verdade

Sempre de emboscada
insiste em magoar e ferir
podando a nobre vida
que não pensa em se iludir

Partir de bem com a vida
sempre anima e faz crescer
nem sempre é boa pedida
às vezes o certo é esquecer

Passar um pano em tudo
tirar a poeira dos cantos
eleva muito o eu
mas logo caio em prantos

E a saudade coitada, mesquinha,
quer o que não faz sentido
sem pensar sempre perdida
tenta emendar o coração partido

Contudo os solavancos involuntários
insistem por ironia
com o destino impiedoso
que sempre machuca de covardia.

Selvagem


Selvagem teu grito de mulher
que ama querendo ser amada
pois o amor que arde em teu peito
com furor te leva ao leito.

No vento que forma abrigo,
nas noites de solidão,
no leito de amor latente
daquele amor puro e carente.

O suor que sai de nosso corpo
lubrifica nossa alma
que amando vive pura
sempre no certo sentido.

Andar campos afora
com o verde bem mais verde
subir altas montanhas
e sentir a imensidão do amor.

O gosto salgado do suor
sempre se faz presente
na palma de minha mão
ou na hora de amar.

Sempre vou te querer
na cama, na lama, na grama
ou até aqui...
“a ocasião faz o ladrão”.